quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Geter Borges e posicionamento do Pr. Paschoal Piragine Jr. sobre as eleições 2010

Com autorização e visando prestar um benefício ao processo democrático do nosso país, publico a carta que segue, referente ao discurso do Pr. Paschoal Piragine, conforme vídeo publicado no post seguinte a este.
01/09/2010
por Geter Borges de Sousa


Prezado Pr. Paschoal Piragine,
Sou membro da Segunda Igreja Batista do Plano Piloto, trabalho na Câmara dos Deputados a sete anos e tenho acompanhado o PT, o governo federal e os projetos relacionados com as questões ligadas a sexualidade. 


Tivemos acesso ao vídeo1 onde o senhor se pronuncia contra o PT e diante dele gostaria de fazer alguns questionamentos.

Entendo que faz parte do jogo democrático se falar mal de partidos políticos e até mesmo orientar de que não se vote em nenhum dos candidatos ligados a ele. 


A questão aqui não é a oposição ao PT, pois ela existe e é natural. A questão é sobre a veracidade do conteúdo dessa oposição.

Não conheço o Pastor, mas o tenho como uma pessoa integra e que esteja considerando que as informações que possui contra o PT sejam realmente verdadeiras. Entretanto, trata-se de afirmações que não correspondem com a realidade.


No dia do culto gravado foi mostrado para igreja um vídeo falando de aborto, pedofilia, homossexualismo, dentre outros temas e no final o pastor fala que:


Há um partido político que fechou questão sobre esse assunto, o partido político que é o PT de nosso presidente, em seu congresso desse ano, ele, no seu congresso geral, quando eles indicam seus deputados, ele fechou questão sobre essas questões. Ou seja, se um
deputado, se um senador do PT, se ele votar contra, de acordo com sua consciência, contra qualquer uma dessas leis, ele é expulso do partido. 


Já dois deputados federais foram expulsos do PT, por se manifestarem contra o aborto. Isso fez com que a igreja católica se
manifestasse publicamente, por que eles estavam ligados a igreja católica, junto ao PT, e se manifestarem contra, e por isso foram expulso do partido. E a igreja católica então emitiu nota pública dizendo: olha não votem em ninguém do PT. Eu diria para você a mesma coisa. 


Algumas pessoas não vão gostar do que eu estou falando, mas estou falando bem claramente. Porque quando não se pode votar com a consciência, não adianta votar em pessoas, porque o partido já fechou questão.

 Se você entrar no site do governo federal e pegar lá o Projeto Nacional de Direitos Humanos 3, você vai encontrar todas as propostas que o governo federal através do presidente da republica colocou na mão do congresso para serem votadas na próxima legislatura e todas elas são questão fechada pro PT. Todas elas estão aqui nesse vídeo. Tá? 

E mais. Se você olhar, você vai ver como a maquina estatal está mobilizada. Isso aqui é responsabilidade de pressão do ministério da justiça. Isso aqui é responsabilidade de pressão do ministério da saúde. E se os ministros de Estado que estão ligados a esse governo, não trabalharem assim, perdem o seu cargo. 

Então eu queria pedir para você levar a sério essa questão. Como pastor eu nunca fiz isso. Eu não estou dizendo para você votar em A ou B. Eu vou dizer para você em quem não votar: em pessoas que estejam trabalhando pela iniquidade em nossa terra. Porque senão queridos, Deus vai julgar a nossa terra. E se Deus julgar a nossa terra, isso vai acontecer na tua vida na minha vida, porque eu faço parte dessa terra. Porque Deus não tolera iniquidade. Amem? (Aplausos)"

Diante desse conteúdo eu gostaria de esclarecer que:
1) Não é verdade que um parlamentar do PT não pode descumprir uma deliberação coletiva do partido por uma questão religiosa ou de foro íntimo. Veja o que diz o inciso XV do art 13 do estatuto do PT:
 

“Art. 13. São direitos do filiado:

XV – excepcionalmente, ser dispensado do cumprimento de decisão coletiva, diante de graves objeções de natureza ética, filosófica ou religiosa, ou de foro íntimo, por decisão da Comissão Executiva do Diretório correspondente, ou, no caso de parlamentar, por decisão
conjunta com a respectiva bancada, precedida de debate amplo e público.”


2) Não é verdade que dois deputados do PT foram expulsos por se manifestarem contra o aborto. Os deputados federais Henrique Afonso e Bassuma não foram expulsos. É verdade que eles tiveram conflitos com movimentos de mulheres sobre questões relacionadas ao aborto, mas não houve expulsão. Em função desses problemas eles foram punidos pelo PT o que os levou a mudarem de
partido. Podemos até aprofundar o debate para avaliarmos se ouve ou não justiça na punição, mas não houve desrespeito ao direito de posicionamento por questões religiosas.



3) Não conheço um posicionamento da igreja católica contra o PT. Conheço o posicionamento de um bispo, mas não uma deliberação da CNBB. Caso exista gostaria de conhecer.


 
4) O Plano Nacional de Diretos humanos é elaborado pelos conselhos de diretos humanos com a participação do governo federal, mas não é uma novidade do governo Lula. O primeiro plano foi publicado através do Decreto número 1.904, de 13 de maio de 1996, e o segundo através do Decreto número 4.229, de 13 de
maio de 2002. Em todos eles estão presentes assunto polêmicos ligados com a sexualidade. Diante disso seria um equivoco afirmar que todos os méritos e deméritos do PNDH 3 é de responsabilidade do governo Lula ou do PT.



5) Dizer que o conteúdo apresentado no vídeo é o que está sendo defendido pelo PT não corresponde com a realidade. Podemos pegar os posicionamentos do PT e comparar com o conteúdo do vídeo e observaremos que não existe veracidade.

 
Um exemplo bastante claro é a questão da pedofilia. Não conheço nenhum parlamentar, de nenhum partido político, ou algum grupo social que defenda a pedofilia. Atribuir uma acusação dessa natureza ao PT é de extrema injustiça.


 
Tenho acompanhado a atuação de dois deputados federais do PT, Walter Pinheiro (Bahia), Gilmar Machado (Minas), ambos membros de igreja batistas e testemunhado uma conduta idónea e coerente com os ensinamentos de Cristo. São dois exemplos bem
próximos que exemplificam a injustiça de uma orientação contra todos os candidatos do PT.


Sabendo agora que as palavras do pastor perante a igreja não correspondem com a realidade, pergunto qual serão as atitudes do pastor diante delas.

 
Desde já agradecemos a atenção e aguardo uma oportunidade para um encontro pessoal afim de que possamos nos conhecer.


Que a Esperança seja Grande em Deus, que Seu Amor nos dê Força e Seu Espírito nos Oriente!
Forte abraço,
Geter Borges de Sousa

...
Leia o que médico, membro da PIB de Curitiba, pensa sobre o discurso do seu Pr. Piragine em:

O Brasil tem sede de Deus

30 comentários:

donnanina 2 de setembro de 2010 16:11  

EXCELENTE ter postado aqui a réplica do vídeo tendencioso que o sr.pr.Piragine fez...
CAOS!

Pr Carlos Elias 2 de setembro de 2010 22:05  

Para enriquecer o DEBATE:
http://prcarloselias.blogspot.com/2010/09/o-sol-da-liberdade.html
me coloco à disposição para tratar do assunto. Creio que é hora de se tratar das coisas, e não só com a podre e pobre visão que se estabeleceu da política de hoje no Brasil.

Anônimo 3 de setembro de 2010 07:52  

Qta confusão!
http://www.diocesedeassis.org/index.php?option=com_content&view=article&id=169:apelo-a-todos-os-brasileiros

Eliézer dos Santos Magalhães 3 de setembro de 2010 12:08  

Me desculpe, mas a sua resposta é incoerente!

Ele não disse que é contra o PT, apenas falou que o partido que mais defende os princípios do homossexualismo e aborto, que são iníquos, é o PT. Isso é incontestável ...


Você também falou que não há nenhuma declaração publica por parte da CNBB. O link abaixo mostra exatamente esta declaração:

http://www.diocesedeassis.org/index.php?option=com_content&view=article&id=169:apelo-a-todos-os-brasileiros

Precisamos sim ter um posicionamento firme e cristão com relação aos valores que esta nação está jogando no lixo.

Edvar 3 de setembro de 2010 12:20  

Caro colega Edvar
Escrevi um e.mail para o Pastor Paschoal Piragini...e recebi esta resposta do Paschoal.
Grato
Pr Jorge Bezerra


----- Forwarded Message ----
From: Paschoal Piragine Jr
To: Jorge Bezerra
Sent: Thu, September 2, 2010 4:15:53 PM
Subject: Re: ref- visita virtual

Querido Colega
Obrigado por suas palavras e também a informação da carta aberta no blog do Pr Edvar nosso amigo.
Repasso as perguntas que fiz ao irmão Geter e que estou no aguardo de resposta visto que elas poderão me ajudar a ver se laborei em erro como ele afirma ou não .

Querido Irmão
Agradeço as suas palavras de esclarecimento, mas para poder refletir melhor , preciso de sua ajuda para confirmar algumas informações, que me levaram a fazer o pronunciamento citado.

É verdade que ?

No 3º Congresso do PT, ocorrido entre agosto e setembro de 2007, foi aprovada a resolução Por um Brasil de mulheres e homens livres e iguais, que inclui a defesa da autodeterminação das mulheres, da descriminalização do aborto e regulamentação do atendimento a todos os casos no serviço público?

Conforme texto publicado em http://old.pt.org.br/portalpt/images/stories/arquivos/livro%20de%20resolucoes%20final.pdf pg 82

Para ser candidato pelo PT é obrigatória a assinatura do Compromisso do Candidato Petista, que indicará que o candidato está previamente de acordo com as normas e resoluções do Partido, em relação tanto à campanha como ao exercício do mandato e que o seu não cumprimento é passível de punição que que poderá ir da simples advertência até o desligamento do Partido com renúncia obrigatória ao mandato ?

Conforme Art 128 § 1º e 2º do Estatuto do PT .

Em 17 de setembro de 2009, dois deputados do PT foram punidos pelo Diretório Nacional. O motivo alegado é que eles infringiram a ética-partidária ao militarem contra resolução do 3º Congresso Nacional do PT a respeito da descriminalização do aborto?
E que entre as punições um recebeu os seus direitos partidarios suspensos por um ano e o outro por noventa dias ?

Conforme http://www.pt.org.br/portalpt/documentos/dn-suspende-direitos-partidarios-de-luiz-bassuma-e-henrique-afonso-254.html


Quanto ao posicionamento da CNBB me vali do que foi divulgado pelo Jornal O Globo , conforme : http://oglobo.globo.com/pais/eleicoes2010/mat/2010/07/21/em-carta-cnbb-pede-que-fieis-nao-votem-em-dilma-917208359.asp

Um grande abraço

Sandra 3 de setembro de 2010 14:59  

Gostei das coloca;oes e me ajudaram bastante.
"Examinai todas as coisas e reter o que eh bom."
Vamos exercer o nosso direito de votar com conciencia, sem duvidas ou influencias erradas.Sandra.

Gedeão 3 de setembro de 2010 19:37  

Acessei o link indicado pelo pastor Piragine e não vi naquela carta uma recomendação generalizada contra candidatos do PT. Lá há apenas recomendação para não se votar na Dilma e em candidatos de qualquer partido que defendam a descriminalização do aborto.

Sobre os dois deputados mencionados no vídeo, recebi estas informações por e-mail:

1) Um dos deputados é espírita (Luiz Bassuma, BA); o outro, presbiteriano (Henrique Afonso, AC).
2) Eles não foram expulsos; mas foram suspensos por 12 meses e 90 dias, respectivamente, o que tem menos efeito prático que uma expulsão
3) Os dois foram para o PV, legenda que abrigou petistas ligados a Marina Silva
(...)

Confira aqui http://congressoemfoco.uol.com.br/noticia.asp?cod_canal=1&cod_publicacao=29640 (Fonte: Congresso em Foco)
e aqui também http://old.pt.org.br/portalpt/index.php?option=com_content&task=view&id=82017&Itemid=319 (Fonte: o próprio PT)

Espero ter colaborado.

Anônimo 3 de setembro de 2010 20:38  

Três perguntas que não querem calar:

1. O vídeo exibido pelo Pr. Pachoal Piragine é apócrifo?

2. Caso seja negativa a resposta à pergunta número 1, quem é o responsável pela produção do vídeo exibido pelo Pr. Paschoal Piragine na PIB Curtiba?

3. Caso seja negativa a resposta à pergunta número 1, quem pagou a produção do vídeo exibido pelo Pr. Paschoal Piragine na PIB Curtiba?

Espero que o Pr. Piragine tenha também se feito essas perguntas antes de exibir o vídeo e que tenha se certificado de que não se trata de material apócrifo e/ou financiado por qualquer partido político ou por pessoas vinculadas à campanha eleitoral de quem quer que seja.

Anônimo 4 de setembro de 2010 16:23  

Geter,

Parabens,

você como sempre está muito feliz em suas colocações.

Misericórida quero e não holocausto para esse "pastor" que quer mais aparecer do que edificar a alguém.

mlessa 4 de setembro de 2010 23:59  

Recebi esse vídeo também, e confesso que fiquei mais ainda decepcionado com esses pastores que utilizam o púlpito, a pretexto de defender valores morais, fazer campanha descarada utilizando o nome de Deus.
Esse pastor Piragine eu conheço, fiz parte com ele da Junta de
Mocidade da Convenção Batista Brasileira (JUMOC) e ele sempre foi politicamente conservador.
Enquanto cidadão, acho que ele tem todo o direito de se posicionar,
agora, utilizar a sua posição de líder para direcionar, de maneira
preconceituosa, a vontade dos seus liderados, de forma piegas, é usurpação do seu papel.
Falar por falar, sem conhecimento, só por ouvir dizer, é fácil e
irresponsável. Será que homens e mulheres íntegros e cristãos, que
conhecemos ou não, que fazem parte do PT ou de outros partidos que
têm essa mesma linha, concordam com isso que ele fala?
Graças a Deus que eu sou livre e não preciso de pastor nenhum pra me colocar cabresto. É uma das dificuldades que tenho no momento para pertencer a um grupo evangélico, particularmente, aos batistas.
Vai saber quais interesses escusos que esse pastor esconde para assumir essa postura beligerante.

Adilson 5 de setembro de 2010 21:08  

Aqui em São Paulo na época da eleições de 2002, centenas de pastores orientaram seus fiéis a não votar na Marta que era, declaradamente a favor do GLBT. Ela perdeu e o Kassab que era tido como o melhor, homem familia, conservador e tals. Porém foi ele que tomou como providencia suspender a Marcha para Jesus do calendario da Cidade (Depois de muita discussão, o Ministério Público do Estado e o Prefeito Kassab assinaram o termo que prevê os três eventos que podem ser realizados anualmente na Avenida Paulista: a Corrida de São Silvestre, o réveillon e a Parada do Orgulho GLBT.Os fatores que mais pesaram na decisão foram a tradição do evento e a necessidade de montagem de palco.Com essa decisão, a Marcha para Jesus, organizada pela igreja Renascer em Cristo (e a comemoração do Dia do Trabalho da CUT) ficou de fora. Ela precisa de palco.Indignados, enviaram nessa última semana uma carta de protesto ao Prefeito.). Ou seja, os mesmos pastores que orientaram para não votarem na Marta se viram traidos pelo Kassab. Conclusão que chego é: Igreja é lugar de adoração, louvor e preocupação e ação social com os desfavorecidos. Pedir para votar e não votar em A, B OU C é absolutamente tola. Os homens que não temem a deus são iguais e mais cedo ou mais tarde sempre nos decepcionam. Lembram do "irmão"recebendo a propina e orando lá em Brasilia do caso do Arruda ? Pois é. Precisamos estar atentos pois cair nesse laço é pura bobagem temos que servir a cristo e orar pela nação independente de quem está lá.

ricardo 6 de setembro de 2010 03:46  

Um grão de sensatez num deserto de grande ignorância. Parabéns ao irmão Géter pelo excelente texto. Pera resposta do sr. Piragine o Géter pode dizer "touché" ao invés de "amém" pois a resposta do próprio sr. Piragine é a mais pura e descarada técnica de falácia... Esta técnica empregada pelo Pr. Piragine já foi denunciada reprovada pelo famosíssimo Senhor Barriga, quando afirmou que "somente idiotas respondem uma pergunta com outra pergunta".

DANILO 6 de setembro de 2010 12:21  

Está mais do que claro os equívocos desse pronunciamento do Pr. Piragine. E os três textos apresentados aqui nesse blog foram bastante felizes ao apontá-los. Agora, que uma coisa fique bem clara: o Pr. Paschoal ainda é um homem digno de respeito. Portanto, sugiro aos que estão comentando - o Ricardo, por exemplo - que tenham mais cuidado com os termos que usam. Pois esse espaço aqui disponibilizado pelo também digno Pr. Edvar, é para o debate e não para a ofensa.

Anônimo 6 de setembro de 2010 13:39  

Independentemente do que se tem comentado aí, a única coisa que quero deixar bem clara aqui é que a PIB de Curitiba não está atrelada a qualquer partido político, portanto não existe esse interesse ou patrocínio por trás. Trabalhamos como comunidade, em autonomia, sobrevivendo e custeando obras e ações a partir da própria comunidade, como a maioria das igrejas batistas.
Quem quiser nos visitar, verá a forma como nos conduzimos.
Quem conhece DE VERDADE o Pr. Paschoal Piragine sabe bem que ele é uma pessoa honrada, ética, clara e pura nas intenções, sem falar da educação, do carinho e da inteligência. As falhas dele, nós conhecemos, comentamos, criticamos e, às vezes, ele mesmo as confessa de púlpito, o que faz de nós pessoas que são cuidadas por um pastor de verdade, um ser humano. O pastorado é o chamado de Deus para ser alguém que cuida de pessoas. Como deveria ser esperado de um pastor, ele está preocupado com as suas ovelhas e os valores que pregamos e vivemos a partir da Palavra de Deus, porque eles entrarão em choque com algumas coisas que estão na iminência de se concretizar. Todo cristão deve se posicionar. Esse blog é um espaço de posicionamento, as rádios, as televisões, os sites o são. Criticar e rebater o que ele diz, eu respeito.
Mas, hajam como cristãos, se o forem!
A questão são os direitos?
Ele tem direito de se posicionar.
Ainda é uma democracia, não é?
Orem e votem conscientemente: essa é a moral da história!

S.D.G.

A questão do aborto é:

Argemiro Moreira 6 de setembro de 2010 17:30  

Enviado ao Vital Sousa.

Não utilizo esse espaço, normalmente, para apoiar, defender ou criticar posicionamentos, por entender que poderia fazê-lo no mesmo canal que o senhor utilizou, em seu editorial.
Compartilho de opiniões diversas sobre evangélicos políticos, locais para campanhas, posicionamentos políticos e tudo mais.
Nossas igrejas têm sofrido por serem lideradas por valorosos homens de Deus, que não se envergonham do evangelho de Cristo, falando com ousadia contra o pecado.
Nos últimos dias, pudemos ter acesso ao vídeo do querido pastor Paschoal Piragine Jr., onde de forma clara e objetiva, conclama nosso povo a não fazer parte da casta dos inimigos de Deus. Após assistir ao vídeo, lembrei-me de casos obscuros, tramados na calada da noite, por Hamã, registrado no Livro de Ester. Morte ao povo de Deus, por decreto. Também, em Daniel, a fornalha ardente, aos adoradores do Deus Vivo, foi produto de decreto. O próprio Senhor Jesus, quando bebê, escapou da morte, por ordem de Herodes, registrado no cap. 2 de Mateus.
Ao longo da história do povo de Deus, temos registros sobre o quanto foram perseguidos e mortos. A inquisição para quem professasse a fé em Cristo Jesus. As perseguições diante de regimes comunistas, fascistas e maoístas, dentre outros. Poderia ficar horas diante dessa tela e enumerar muitos atos contra o povo de Deus e contra o Próprio Deus que foram estabelecidos por decretos, mas houve homens e mulheres, valorosos servos do Senhor, que se expuseram, foram mutilados fisicamente e psicologicamente, muitos, além das torturas, foram mortos por defenderem a fé em Deus, através de Seu Filho, Jesus Cristo. Defenderem o padrão moral e ético, estabelecidos por Deus. O direito à vida, o direito de prestar um culto público de adoração ao Pai Eterno. Não se envergonharam, não se acovardaram, não se calaram. Antes, derramaram lágrimas, sangue, perderam entes queridos, bens, direitos. Entretanto, não se omitiram.
Não é minha intenção sair em defesa do pastor Piragine, pois sei que ele não necessita. Me junto àqueles que querem a liberdade de falar de Cristo, de seus ensinamentos, em defender ideias que não sejam contrárias à Palavra de Deus, de expressar o que Deus fez em minha vida, que defendem o direito à vida, à educação de nossos filhos, que defendem valores estabelecidos pelo Deus Vivo, nosso Pai. Direito de esclarecer ao povo de Deus, o que estão tramando os Hamãs e Herodes, que hoje estão no poder, chafurdando na lama da corrupção.
Posiciono-me extremamente contrário quanto ao uso do púlpito como palanque político, políticos pastores e tudo mais, mas não é esse o caso, e parabenizo o pastor Paschoal pela sua coragem, sua firmeza na fé em Cristo Jesus, sua autoridade na defesa das doutrinas Bíblicas. Pastor que não está em cima do muro, para agradar a esse ou aquele, ou ainda, de olho nas vantagens que poderá obter com sua tolerância ao pecado.
Sou parte do grupo de pessoas como o pastor Piragine, que não faz ou fala o que é politicamente correto, mas sim, o que é Biblicamente correto. Por tais atitudes, pagamos um alto preço .
O povo de Deus não deve permanecer passivo ou omisso quando se tem informações de tamanha relevância como a que tivemos acesso, ainda que venha do púlpito, contrariando minhas convicções. "Fala, não te cales."

Em Cristo Jesus,

Argemiro Moreira

Anônimo 6 de setembro de 2010 19:02  

Conheço o Pr.Paschoal a alguns anos e não só de um simples encontro na JUMOC.Ele é uma pessoa digna.Como ele mesmo falou, nunca havia pronunciado diante do púlpito essas coisas, mas como homem de Deus sentiu a obrigação, viu que a hora era essa.Também sei que a PIB tem seus recursos e equipamentos para editar videos que sempre estão na internet, só não vê quem não quer....

Guilherme 7 de setembro de 2010 00:09  

Querido Edvar, sabe que é muito bom a divulgação da sua opinião sobre esse video, pois apesar de não ser favorável, a informação está sendo passada! :-)

E sendo um pouco apocalíptico, acho mesmo que deve estar chegando o fim dos tempos, afinal de contas, são tantas tragédias e abominações que acontecem a cada dia que eu fico pasmo só de ver as chamadas no G1.
De repente se colocarmos pessoas para nos governarem que tenham um compromisso com Cristo, Ele demore um pouco mais para pesar a mão sobre o nosso país.
Votarei sim num cristão! pode ser que meus candidatos não cheguem ao senado a câmara e a presidência, mas a minha consciência estará tranqüila, pois o meu papel como eleitor terá sido cumprido, pois votei em que acredito.

Anônimo 7 de setembro de 2010 13:17  

SOU CRISTÃO, MASSA DE MANOBRA NÃO!

Se você assim como eu não aceita esse tipo de manipulação como a feita pelo Pr Paschoal Piragine exerça a CIDADANIA e envie mensagens de protesto à PIB de Curitiba (www.pibcuritiba.org.br) e à Convenção Batista Brasileira (www.batistas.com). Não podemos aceitar esse tipo de manifestação anti democrática na Igreja.

Pastor WIldson Cordeiro 7 de setembro de 2010 16:20  

Fico preocupado com fundamentalismo petista dentro das nossas igrejas, tem irmãos que preferem o PT a Igreja Batista, tem um anônimo que não sabe o que escreve, ou melhor sabe,está escrevendo besteira. RESPEITE a posição do Pastor Paschoal Piragine e revele o seu nome e igreja, nós somos filhos da luz, fazemos tudo as claras por isso o pastor colocou a posição dele. Que eu assino embaixo. O PT SIM! Apoia atos de iniquidade, principalmente o aborto, e eu falei pessoalmente na presença de vários pastores batistas ao deputado Gilmar Machado, que o PT deveria ouvir mais os evangélicos!

Juliano 7 de setembro de 2010 20:30  

Pastor Wildson, da mesma maneira que o Pastor dá sua opinião e de certa maneira induz os seus a não votar em Petistas, o dito cujo "anônimo" tem o direito de falar o que bem entende. Se o Pastor Paschoal não queria que fosse polêmico, não postasse o vídeo. Mas acredito que ele gostaria disso mesmo, de divulgar e disseminar. Então BESTEIRAS nós lemos de todos os lados... Pois acredito que DEUS e JESUS com certeza não querem que seja feita desta maneira descriminada a defesa do que ELES nos pregaram... Sou contra tudo o que o Pastor mostrou no video também, mas nem eu, nem o senhor e muito menos o Pastor deve atacar por qualquer que seja a razão, atacar um grupo de pessoas pois assim generaliza e acabga não sendo justo. E devamos nos lembrar que Deus nos deu o livre arbitrio, o que o senhor com certeza sabe muito mais do que eu, e como o senhor mesmo disse Não a Lei da Mordaça... Obrigado

marcos sal da terra 8 de setembro de 2010 12:32  

Dizer que o governo federal não tem nada com o que foi dito no vídeo em questão, é a mesma coisa que acreditar que o nosso presidente não sabia do esquema do mensalão.

Porém, acho legítima a tentativa de defesa, embora, considere-a como "tapar o sol com uma peneira".

Angelo 8 de setembro de 2010 20:51  

Querido Pr. Edvar, li os contrapontos da carta aberta e achei uma argumentação muito pobre e cheia de "atos falhos". Continuo com o Pr. Piragine.

Caroline 9 de setembro de 2010 10:53  

O pr. Piragine foi extremamente corajoso ao publicar o vídeo em comento.
Obviamente não somos massa de manobra e ele sabe disso. Creio em absoluto que jamais fora este o pensamento do pastor.
Agora, se não somos massa de manobra, então podemos, sim, ver este vídeo e pesquisar a respeito do que nos é posto.
O que todos nós queremos é um Brasil melhor. Lutemos por isso, então! Votemos com consciência! Pesquise sobre os candidatos em quem você deseja votar! Coloque-se no centro da vontade de Deus ao pressionar cada tecla daquela urna no dia 3 de outubro. Ore! E ore muito antes de votar! Precisamos do auxílio de Deus para escolher nossos futuros governantes.
Parabéns, pastor Piragine, pela coragem do vídeo e da resposta ao Geter.
Parabéns, Geter, pela explanação.
Não conheço nenhum dos dois, mas lhes agradeço por me ajudarem a pensar, por aguçarem meu senso crítico, por me fazerem ver a necessidade extremada que nos cerca a respeito de pesquisarmos sobre os cadidatos e orarmos muito mais do que temos feito.
Peço aos nossos irmãos que apenas tentem imaginar como será a vida dos cristão da terra depois da possível "legalização da iniquidade", como coloca o pr. Piragine. O Estado tenta influenciar na criação dos nossos filhos distribuindo camisinhas nas escolas, proibindo por lei até palmadinhas (obviamente ninguém aqui vai espancar uma criança, mas agradeço aos meus pais pelas palmadinhas que me deram, pois me fizeram uma mulher ciente de meus limites)e ainda querem nos pribir de falar sobre homossexualismo com eles? Precisamos de cristãos legítimos no Congresso para, ao menos, ganhar tempo com relação a tudo isso. Nesses cristãos legítimos nós devemos votar. E que Deus tire a venda dos nossos olhos para que vejamos esses candidatos.

Sigrid, a Piupiu 9 de setembro de 2010 11:57  

Ora, o Pr. Paschoal jamais foi candidato e nem é filiado a partido algum; campanha de púlpito prá quê? prá quem? se nunca o fez nem para membros de seu rebanho, políticos conhecidos? (É, membro da PIB-Curitiba sabe disso e de outras coisas. E conhece o pastor que tem...)
O que mais intriga é que está cheio de 'Anônimo' postando, que não mostra a cara - eu chamo isso de 'covardia virtual'. O Pr. Paschoal, pelo contrário, se posicionou. Cabe aos cristãos de verdade orar por ele, pois com certeza vem retaliação. É o preço que se paga por buscar fazer diferença em obediência a Cristo.
Aliás, se Jesus virou a mesa no templo quando viu as coisas erradas, porque é que nós, reles humanos pecadores que o professamos como SENHOR, não deveríamos seguir o seu exemplo, expondo a injustiça e revelando o mal?
Dirijo-me a todos os cristãos: se os valores deste mundo lhe são mais preciosos do que os valores bíblicos, por favor, não conte prá ninguém que você é cristão. Pega mal.

Dário Lucas 10 de setembro de 2010 09:25  

Acho que o Pastor Piragine foi longe demais e me parece que ele é membro do PSDB ou do DEMo, pois as considerações dele são tendenciosas e hipócritas. Senão, ele estaria conclamando a todos a não votarem nos candidatos judeus , pois eles como organização, abominam Jesus Cristo e o consideram um ser vil e traidor.

tchescolins 11 de setembro de 2010 00:46  

Queridos li todos os comentários postados uma coisa eu sei...se o pr. Paschoal falou algo que foi foi verdade com certeza ele prestará conta a Deus e não a nós...por isso eu fico me perguntando por que tanto alarme. Vamos esperar pra vê o que vai acontecer.

Thalia 11 de setembro de 2010 11:31  

O Pr. Paschoal é um homem com coragem de expor os princípios bíblicos de forma clara, sem subterfúgios. Claro que ele sabia que poderia enfrentar perseguições, afinal, qual o profeta que não as sofreu?
Esse pregador é um homem íntegro, envolvido com o bem estar espiritual e físico do próximo, conheço de perto seu ministério.

Caçador 13 de setembro de 2010 08:51  

Aliás, Bassuma sequer é ligado à igreja católica, mas é espírita. Marcado por aquele episódio em que incorporou e psicografou durante sessão solene em homenagem ao espiritismo.

almir gabardo 18 de setembro de 2010 16:25  

Quanta bobagem tenho lido em muitos comentarios!o Pastor Paschoal, como servo de Deus, so falou o que de verdadeiro existe em relaçao ao Pt e sua candidata. Como falta disserninemto espiritual para tantos pastores, especialmente para os nossos, batistas- que na maioria das vezes gostam de ficar em cima do muro! Como pessoas sao compradas pela bolsa familia- ganhar sem trabalhar deve ser compenssador.So um lembrete! Depois que a Sra. Dilma for eleita juntamente com Jose Dirceu, familia sarney, Collor, nao vai adiantar reunir a s igrejas para pedir misericordia para o nosso pais, ainda mais que a Sra. Dilma afirmou que nem Jesus ira impedi-la de ganhar estas eleiçoes. Que ousadia! Alias- asistem o video de um tal de Bispo Macedo defendendo o aborto!!!! Deus tenha misericordia de todos que amam o PT! almir gabardo

Alice 28 de setembro de 2010 15:24  

Percebo que estamos como que rodeando no deserto, de todos os posts que li na net sobre este assunto, esse: http://ericksilva.com/blog/?p=138 foi o mais pertinente, pois ví apenas o interesse de mostrar a verdade a partir de Deus, acredito ser incontestável o que ali esta escrito. Acho que vai ajudar muito sobre essas questões.