terça-feira, 14 de setembro de 2010

A influência cristã na política e o posiconamento do Pr. Paschoal Piragine sobre as eleições 2010

"Meios imorais não justificam fins morais, pois os fins preexistem nos meios" (Martin Luther King Jr.)

Ao publicar neste blog diversas opiniões sobre as palavras do Pr. Paschoal Piragine, da PIB de Curitiba - palavras fundamentadas num vídeo de imagens que emocionam (como a Globo faz com suas novelas e filmes para ampliar a presença do espiritismo no Brasil) e não numa hermenêutica bíblica - meu objetivo foi enfatizar o pensamento, buscando o equilíbrio com o sentimento no trato de assunto da maior relevância para nossas vidas.

O vídeo, como as imagens de filmes e novelas com ideologia espírita, atrai por si só, daí os textos publicados serem de críticas - para trazer à reflexão - e não de apoio irrestrito. 

Claro é, portanto, que os textos pareçam mais em defesa do PT. Isso ocorre não pelo PT em si, mas por ter sido ele - o PT -  o grande "demonizado" do discurso que segue ao vídeo de imagens fortes. 

(Não nego que o fato de ter um amigo, líder batista e do PT em Alagoas, concorrendo com chances, a vice-governador do seu Estado e de ter entre os meus candidatos na Bahia, dois batistas filiados ao PT aumentaram ainda mais meu interesse no debate)

Não foi fácil, até aqui, selecionar os comentários enviados à luz deste norte (chamada à reflexão para equilibrar com a emoção do vídeo), uma vez que os sentimentos afloram num período pré-eleitoral e muitas agressões e acusações são enviadas pelas centenas de pessoas que têm visitado este blog diariamente. 

Também não tem sido fácil separar a pessoa do Paschoal Piragine do papel de ícone que ele passou a exercer nessa história. Meu sentimento cristão e o respeito que tenho pela pessoa e colega de ministério entram em permanente conflito com a postura que ele passou a representar. 

A dimensão que o vídeo dele tomou, fez com que o debate deixasse de ser em torno de uma pessoa bondosa, piedosa e respeitada que é o Piragine e passasse a ser em torno do que ele passou a representar,  pela idéia mais polêmica de sua fala que não é sua posição sobre aborto, pedofilia ou homossexualismo, mas a partidarização e demonização decorrentes da interpretação dada a citação - a meu ver ideológica e infeliz - do PT.

A condição de ícone, parece-me, foi por ele assimilada, na medida em que mantém o discurso na página de sua igreja na internet e nenhuma nota de esclarecimento, mantendo ou reconsiderando algo da fala foi publicada.


Assim, o Piragine passou a ser atacado por simbolizar uma postura partidária contrária ao PT e às conquistas sócio-econômicas alcançadas sob a liderança deste partido, assim como Lula é atacado ou aplaudido por tudo o que ocorre de mau ou bom no país, mais pela representação da função que exerce do que pelo demérito ou mérito pessoal de suas ações.
No meu caso, portanto, cada vez que refiro-me ao Piragine, não está em minha mira sua pessoa, mas o ícone que ele representa (perdoem-me a redundância) nesta polêmica.

Compatibilizar pensamento e sentimento nem sempre é fácil, da mesma maneira que é difícil a fala prevalecer sobre imagens. Imagens iludem. De qualquer modo, publico o vídeo que segue, cujo mérito, a meu ver, é trazer uma possibilidade de reflexão em torno da relação religião e política.

Sei que o ícone Barach Obama também suscita aproximação e aversão, como todo ícone, seja em termos políticos, seja em termos religiosos. Peço-lhe, entretanto, que invista um pouco do seu tempo ouvindo sua fala, pois ela expressa minha forma de relacionar política e religião, como batista que defende o princípio histórico de defesa de Estado leigo.



Entenda o problema clicando em:

5 comentários:

kk 14 de setembro de 2010 11:11  

Pois é Pastor... é uma dura lida, mas até quando vamos nos calar como cristãos? Em quem acreditar, como ovelhas? Precisamos urgente da união dos pastores (nossos líderes espirituais). Porque juntos somos mais, podemos mais... é preciso educar o povo de Deus para questões politicas também... vou continuar orando pr ti!

F.Caldas 14 de setembro de 2010 17:31  

Caro pastor Edvar.

Posso ser definido como um cristão conservador, "de direita".
Mas isso não quer dizer que eu não tenha opinião própria e não condene coisas praticadas por "conservadores".
Esse é o problema.As pessoas pensam que Cristãos Conservadores não querem Justiça social, não querem preservar a Natureza. Acham que isso é agenda de "esquerda".
Eu luto por justiça social, sou defensor dos direitos dos animais. E sou conservador.
Muitos Cristãos talvez sejam conservadores.Mas na hora de votar preferem votar em um partido de esquerda, pois os partidos de esquerda portam essa bandeira, de justiça social.Muitos esquerdistas apenas usam os pobres ,Os "movimentos sociais" para chegarem ao poder.Basta ver o Lula. Hoje está aliado com políticos que antes criticava. Esses políticos que muitos chamam de "conservadores". Que de conservadores não tem nada,nem sabem o que é isso.
Mas o ponto onde eu quero chegar é que eu apoio o Pastor Paschoal Piragine. Vale a pena dizer que ele não recomendou nenhum candidato>Apenas disse que não aprova o PT. Ou seja , temos ainda dois outros candidatos, A Marina e o Serra. A Marina é de esquerda, igual ao PT,igual a você. Ou seja, ele não condenou a esquerda, condenou o PT.E ninguém pode negar que o PT quer sim fazer aquilo que ele pregou na Igreja.Não entendo como alguem que se diz contra o aborto, pra citar um exemplo, continue no PT. Talvez seja o que eu ja disse, o PT tem essa bandeira de Justiça social, e etc. E muitos identificam isso como sendo o evangelho pregado por Cristo. E sabemos que de evangélico não tem nada, o que o PT prega.
Mas até que o Paschoal Piragine foi educado na pregação. Tem um padre famoso no meio católico que usou palavras mais duras contra o PT, MST., e TODOS os outros partidos. Chamando o Lula, Dilma Dirceu, Sarney, Collor, de CORJA.
Veja os Vídeos:

Padre Paulo 1 parte:
http://www.youtube.com/watch?v=hA6h1dFgbc8

Segunda Parte:

http://www.youtube.com/watch?v=lpjYttjds6g&feature=related

Terceira Parte:
http://www.youtube.com/watch?v=JYNP8JrDepo&feature=related

Emerson 14 de setembro de 2010 17:51  

Pr. Edvar.
Belíssimo texto. Esclarece e muito a questão presente.
Vejo muitos artigos e comentários pela web que levaram a questão toda pro lado pessoal, e aí surgem ofensas, axincalhamento, raiva, e isso por parte de crentes. Já vi coisas que nem nos circulos de discussão ímpios se vê.
Que Deus, em Sua misericórdia conceda a nós todos maior temperança quando debatemos opiniões diferentes.
Política é realmente complicado, pois existem tantas variáveis, e quando tentamos pensar a política aplicando nossa visão religiosa pessoal aí a coisa fica pior ainda. Quantas linhas de pensamento existem no meio evangélico!
Um interpreta de uma maneira e outro de outra.
Acho que talvez por isso o maior mandamento seja o amor e o cristianismo seja a fé do perdão. Nenhum outro grupo na terra teve um mestre que ensinou, e praticou isso até as últimas consequências, como nós cristãos.
E nosso maior pecado tem sido deixar de viver essa mensagem de amor e perdão em todas as circunstâncias e áreas de nossa vida.
Um abraço.
Paz e edificação a todos,
Emerson.

Edson Maciel Jr - professor 16 de setembro de 2010 08:01  

Entramos num campo onde precisamos de conhecimento. Não precisamos de um projeto moralista e/ou fundamentalista. Tentar impor a sociedade um projeto político de cunho religioso é voltar ao que fomos contra quando lutamos pela liberdade religiosa e de expressão - vejam: lutamos no passado pela liberdade religiosa e de expressão de todos e não somente pela nossa em particular. O projeto evangelico é de um Estado Laico.

Ezequias Anacleto 20 de setembro de 2010 15:09  

Acorda igreja! Ainda tens uma chance!

Estamos próximos de mais um pleito eleitoral, e como bom cidadãos acompanhamos a euforia dos canditados, no intuíto de entender o que podem oferecer-nos como futuros representantes públicos.

Muitas campanhas, promessas, embates, críticas, debates e notícias e mais notícias sobre os canditados.

Leia no Blog http://consistenciacrista.blogspot.com/

Que Deus continue usando-o na Blogosfera!

Ezequias Anacleto