sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

A denominação batista


Seria possível afirmar que a denominação vai mal, sem sermos tidos por inconsequentes, imaturos ou maldosos? 

Denominação = sua igreja local + associações + convenções estaduais + Convenção Brasileira + Aliança Mundial + todos seus órgãos e entidades auxiliares ou executivas (ex.: seminários, agências missionárias, uniões femininas, masculinas, etc) etc etc etc.

Então, quando alguém afirma que a denominação vai mal, pensamos logo que ele - esse alguém - esta insatisfeito com sua igreja, representação mais próxima da denominação em sua vida, a que ele conhece melhor e tem mais autoridade para dizer e comprovar.

Para dizer, com propriedade que a denominação vai mal, seria preciso definir critérios e pesquisar o que está acontecendo, de fato, em T O D A S as suas organizações para chegar a uma conclusão. Escolher casos ruins e generalizar deixa dúvidas sobre a motivação de quem assim fala, parece.

Então, se alguém quer emitir um parecer consistente, seja específico. Exemplos: minha igreja vai mal, por isso, por isso e por isso. A Ordem de Pastores Batistas vai mal por isso, por isso e por isso. O seminário tal vai mal por isso, por isso e por isso. E assim por diante.

Aponte qual (ou quais) dos elementos da denominação está mal e o que fundamenta sua opinião. Sem isso sua palavra poderá ser vista como inconsistente, talvez fruto de algum sentimento mal resolvido ou simples imaturidade. Sem isso, quando quiser falar sério, não será ouvido!

Será que estou equivocado?

1 comentários:

Brian Bastos 18 de julho de 2015 10:44  

Se voce tem tanto problema com os Batistas, sai da denominaçao, troca o nome da sua igreja, tira Batista, e fica Igreja Graça.