sexta-feira, 20 de março de 2009

Mulheres humilhadas ?

"Mesmo com a vitória sobre o Marcílio Dias, o assunto do dia no Figueirense foi o vestido rosa que o meia Jairo usou no último treino antes da partida desta quinta-feira. Eleito o pior jogador do rachão anterior, Jairo teve que entrar em campo com a peça cor-de-rosa por cima do colete." (globo.com)

Essa notícia foi dada por Sandra Annemberg, com um largo sorrizo no rosto e com a maior naturalidade, n'O Jornal Hoje, de hoje. Pra esquentar a discussão, a matéria incluia opiniões de torcedores sobre a humilhação sofrida pelo jogador que, por ter sido o pior no treino, teria que pagar prenda usando roupa cor de rosa.

Além da opinião de torcedores, um procurador público, se não me engano, foi entrevistado a respeito dos direitos do jogador pela humilhação sofrida. Ele poderia não somente rescindir o contrato, mas também entrar com uma ação judicial por danos morais.

O curioso nisso tudo é que nada falou-se da ideologia da prenda: vestir-se de rosa é tão humilhante para um homem que foi usado como punição pela performance num rachão.

Por que é humilhante? Porque mulher é um ser inferior. Uma mulher vestir-se de azul não é problema, afinal, ela estaria se igualando ao ser superior - o homem -, sendo promovida pra primeira divisão. Mas um homem de rosa seria um rebaixamento de posição social, tal qual deixar o Figueirense na segunda divisão por desempenho ruim.

Assim, no meu ponto de vista, a prenda do jogador do Figueirense não foi uma humilhação para ele e sim para todas as mulheres. E quem deveria entrar com uma ação na justiça seriam elas, por preconceito e discriminação.

Ou não?


3 comentários:

Virgínia Léa 21 de março de 2009 10:04  

Ao longo da história a cor rosa identifica o sexo feminino, creio que pela delicadeza e suavidade do tom.
Usar o tom rosa para "punir" um jogador que não atendeu a uma expectativa certamente não foi algo despretencioso. É discriminação/humilhação sim.
Mas, quer reconheçam ou não, nós mulheres somos fortes, intuitivas, criativas, determinadas, inteligentes e o mundo é bem melhor porque estamos aqui.
Aos homens que, deliberadamente, usam roupa rosa, o nosso respeito e admiração. Juntos, sem preconceitos, vivemos mais felizes.
Virgínia Léa
Salvador-Ba

Nathália de Tarso 21 de março de 2009 14:05  

Em todas as matérias que vi sobre o caso, ninguém discutiu o viés de gênero no qual um acessório feminino (ou feminilizado) é usado como símbolo de rebaixamento e humilhação.
E continuamos com mensagens sutis que perpetuam as desigualdades de sexo...
Vera Nathália
Salvador - BA

Everon Puchetti na terra do Sol 22 de março de 2009 20:51  

Concordo com Virgínia Léa e Nathália. Estão corretíssimas !
Mas... não uso minha única camisa rosa (presente dos amigos baianos) com desenvoltura!
Vou me esforçar!
Éveron
Curitiba, Paraná