quinta-feira, 18 de novembro de 2010

100% fiéis para abençoar vidas


Cada pessoa, ao tornar-se membro de nossa igreja, comprometeu-se a ser fiel especialmente em três áreas: 1) no testemunho de amor; 2) na freqüência aos cultos; 3) no sustento financeiro.

Testemunho de amor, porque o amor é a evidência da nova vida em Cristo. (I João 3.14).

Freqüência aos cultos, pois, além da fé cristã ser comunitária, é a partir do culto que desenvolvemos a visão ministerial e fortalecemos a comunhão. (At. 2.46; Heb. 10.25).

Sustento financeiro, pois dependemos dele para cumprir com todos os compromissos de manutenção ministerial e institucional. (II cor. 8.1-5; 9.7).

Gostaria, de enfatizar o terceiro compromisso, pois entramos numa nova etapa de revitalização patrimonial, cuja conclusão depende da fidelidade de cada membro. Se cada um for fiel na devolução do dízimo e generoso na dedicação de ofertas, as obras ficarão prontas em tempo recorde e muitas vidas serão abençoadas.

As rampas de acesso, a melhoria nos pisos de circulação, a ampliação e reorganização do estacionamento e da praça do auditório, a biblioteca, o salão de lazer e a quadra esportiva beneficiarão pessoas de todas as faixas etárias. 

Visualizamos os benefícios diretos de cada um desses espaços especialmente nas áreas de atuação social, comunhão, ensino e proclamação e indireto em todas as áreas ministeriais da Igreja.

O relacionamento dos membros se aprofundará e poderemos oferecer novas modalidades de serviços comunitários através do Cecom, como por exemplo, nas áreas de educação física, desenvolvimento social e cultural.

O que esperamos de todos que fazem a Igreja? Primeiro, que todos cumpram o compromisso de devolverem fielmente seus dízimos nestes próximos meses. Depois, que haja generosidade de todos no sentido de participarem com ofertas avulsas. Se todos nos engajarmos, as obras serão concluídas rapidamente e nos alegraremos com seus benefícios.

Todas as pessoas que passam por uma experiência com Jesus Cristo sentem desejo de serem participantes do sustento financeiro das causas de Deus. Até mesmo pessoas que ainda não se comprometeram, reconhecem o valor do trabalho feito pela igreja e sabem da importância e necessidade de contribuírem financeiramente. Especialmente quando a administração financeira é democrática, transparente e austera.

Participar é motivo de alegria, como disse Jesus: “mais bem-aventurado é dar do que receber” (At. 20.35). Não acredito, portanto, que uma pessoa que se beneficia daquilo que a vida em igreja proporciona, sente-se feliz em receber, receber, receber e não contribuir para o sustento. Quem não contribui por impossibilidade geralmente carrega dentro de si um sentimento de tristeza. Quem não o faz por amargura é portador de sentimento que não combina com a alegria que o Espírito de Deus produz.

Portanto, convidamos a todos a se envolverem neste momento especial vivido por nossa igreja. Tenho certeza de que muita alegria resultará de nossa participação!

1 comentários:

rodrigo anselm da silva 22 de novembro de 2010 19:20  

Deus abençoe você pastor e igreja, estamos também querendo comprar algo nosso e entrar numa fase parecida com a vossa. Mas ainda estamos de aluguel e esperando Deus mover as primeiras portas... Abraços, quando der visite meu blog.