sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Beatriz

Já é quase meia noite e aproveitei pra ouvir um pouco mais está música extraordinária de Edu Lobo e Chico Buarque.
Fiquei sensibilizado ao ouví-la hoje, no auditório de nossa Igreja, acompanhada por coreografia feita por uma deficiente física, numa cadeira de rodas.
Já em casa, ouvi diversas interpretações disponíveis e fiquei em dúvidas sobre qual colocaria aqui pois, seja pela voz dos intérpretes, seja pelo arranjo e acompanhamento instrumental, a escolha não é tão fácil.
Optei por Ana Carolina, talvez pelo violão e tom da voz.
Se você tiver um tempinho, relaxa e ouça.

Olha

Será que ela é moça

Será que ela é triste

Será que é o contrário

Será que é pintura

O rosto da atriz

Se ela dança no sétimo céu

Se ela acredita que é outro país

E se ela só decora o seu papel

E se eu pudesse entrar na sua vida


Olha

Será que ela é de louça

Será que é de éter

Será que é loucura

Será que é cenário

A casa da atriz

Se ela mora num arranha-céu

E se as paredes são feitas de giz

E se ela chora num quarto de hotel

E se eu pudesse entrar na sua vida

Sim, me leva pra sempre, Beatriz

Me ensina a não andar com os pés no chão

Para sempre é sempre por um triz

Aí, diz quantos desastres tem na minha mão

Diz se é perigoso a gente ser feliz


Olha

Será que é uma estrela

Será que é mentira

Será que é comédia

Será que é divina

A vida da atriz

Se ela um dia despencar do céu

E se os pagantes exigirem bis

E se o arcanjo passar o chapéu

E se eu pudesse entrar na sua vida

..........

Atendendo consideração, segue interpretação alternativa com Milton Nascimento.

2 comentários:

Descanso da Alma 22 de agosto de 2009 09:41  

Edvar, sou um fã do Chico e de todas as interpretações de Beatriz, as que mais me comovem são a do Milton (assim como todas as suas músicas são cortantes à alma) e essa da Ana Carolina.

Eles cantam com um sentimento tão profundo que parece que a Beatriz vai aparecer dançando e chorando em seu quarto de hotel.

Como diria o Vinícius, pra fazer um samba com beleza é preciso um bocado de tristeza.

Essa música é triste e maravilhosamente linda.

Como vocês trabalharam em sua igreja essa música?

Queria pegar o disco Arca de Noé do Vinícius e transformá-lo em cantata na minha igreja, mas tenho que me preparar para as retaliações.

Abraços.

Anônimo 29 de agosto de 2009 09:33  

Ana Carolina lança CD cabalístico chamado Nove.
http://apocalipsetotal.wordpress.com/2009/08/11/ana-carolina-lanca-cd-cabalistico-chamado-nove/

A unção dos nove de Morris Cerullo – Parte II
http://apocalipsetotal.wordpress.com/2009/08/23/a-uncao-dos-nove-de-morris-cerullo-%e2%80%93-parte-ii/

As personagens da animação nove
http://apocalipsetotal.wordpress.com/2009/07/23/as-personagens-da-animacao-nove/

http://pipocacombo.virgula.uol.com.br/posteres-dos-numeros-1-2-3-4-5-6-e-7-da-animacao-9/