sábado, 8 de agosto de 2009

Dúvidas Bíblicas

From: xxxxx@xxx.com.br
To: xxxxxxx@hotmail.com
Subject: Preciso contar tambem com a sua ajuda.
Date: Mon, 3 Aug 2009 09:21:28 -0300


Pr. Edvar,

Constantemente encontramos pessoas querendo fazer provocações e graças a DEUS tenho conseguido superar estes obstáculos.


Hoje mais uma vez recebi este tipo de provocação.

É um colega de trabalho que sempre que recebe algum material deste tipo acaba repassando.


O pessoal se prende a costumes e hábitos de uma determinada época para tentar distorcer os registros de toda a Bíblia.


Gostaria da sua colaboração para poder responder com mais conhecimento.

Grata, xxxxx

DÚVIDAS BÍBLICAS

"Laura Schlessinger é conhecida locutora de rádio nos Estados Unidos e tem um programa interativo que dá respostas e conselhos aos ouvintes que a chamam ao telefone.

Recentemente, perguntada sobre a homossexualidade, a locutora disse que se trata de uma abominação, pois assim a Bíblia o afirma no livro de Levítico 18:22.

Um ouvinte então escreveu-lhe uma carta, cuja tradução vai a seguir.

"Querida Dra. Laura:

Muito obrigado por se esforçar tanto para educar as pessoas segundo a Lei de Deus.

Eu mesmo tenho aprendido muito no seu programa de rádio e desejo compartilhar meus conhecimentos com o maior número de pessoas possível.

Por exemplo, quando alguém se põe a defender o estilo homossexual de vida eu me limito a lembrar-lhe que o livro de Levítico, no capítulo 18, verso 22, estabelece claramente que a homossexualidade é uma abominação. E ponto final.

Mas, de qualquer forma, necessito de alguns conselhos adicionais de sua parte a respeito de outras leis bíblicas concretamente e sobre a forma de cumpri-las:

1) Gostaria de vender minha filha como serva, tal como indica o livro de Êxodo, 21:7. Nos tempos em que vivemos, na sua opinião, qual seria o preço adequado?

2) O livro de Levítico 25:44 estabelece que posso possuir escravos, tanto homens quanto mulheres, desde que sejam adquiridos de países vizinhos. Um amigo meu afirma que isso só se aplica aos mexicanos, mas não aos canadenses. Será que a senhora poderia esclarecer esse ponto? Por que não posso possuir escravos canadenses?

3) Sei que não estou autorizado a ter qualquer contato com mulher alguma no seu período de impureza menstrual ( Lev. 18:19, 20:18 etc. ). O problema que se coloca é o seguinte: como posso saber se as mulheres estão menstruadas ou não? Tenho tentado perguntar-lhes, mas muitas mulheres são tímidas e outras se sentem ofendidas.

4) Tenho um vizinho que insiste em trabalhar no sábado. O livro de Êxodo 35:2 claramente estabelece que quem trabalha nos sábados deve receber a pena de morte. Isso quer dizer que eu, pessoalmente, sou obrigado a matá-lo? Será que a senhora poderia, de alguma maneira, aliviar-me dessa obrigação aborrecida?

5) No livro de Levítico 21:18-21 está estabelecido que uma pessoa não pode se aproximar do altar de Deus se tiver algum defeito na vista. Preciso confessar que eu preciso de óculos para ver. Minha acuidade visual tem de ser 100% para que eu me aproxime do altar de Deus? Será que se pode abrandar um pouco essa exigência?

6) A maioria dos meus amigos homens tem o cabelo bem cortado, muito embora isto esteja claramente proibido em Levítico 19:27. Como é que eles devem morrer?

7) Eu sei, graças a Levítico 11:6-8, que quem tocar a pele de um porco morto fica impuro.Acontece que eu jogo futebol americano, cujas bolas são feitas com pele de porco. Será que me será permitido continuar a jogar futebol americano se eu usar luvas?

8) Meu tio tem uma granja. Ele deixa de cumprir o que diz Levítico 19:19, pois planta dois tipos diferentes de sementes no mesmo campo, e também deixa de cumprir a sua mulher, que usa roupas de dois tecidos diferentes, a saber, algodão e poliéster. Além disso, ele passa o dia proferindo blasfêmias e se maldizendo. Será que é necessário levar a cabo o complicado procedimento de reunir todas as pessoas da vila para apedrejá-lo? Não poderíamos adotar um procedimento mais simples, qual se ja o de queimá-lo numa reunião privada, como se faz com um homem que dorme com a sua sogra, ou uma mulher que dorme com o seu sogro (Levítico 20:14)?

Sei que a senhora estudou estes assuntos com grande profundidade de forma que confio plenamente na sua ajuda.

Obrigado novamente por recordar-nos que a Palavra de Deus é eterna e imutável."

Minha resposta


Em relação ao texto enviado, já o conhecia.
De fato, para quem adota uma postura literalista, diante da Bíblia, tal texto é um grande nó.
Entretanto, a postura literalista não é a única possível.
A tradição batista predominante defende que o objetivo da Bíblia é revelar que:
1. Deus criou a humanidade;
2. A humanidade rejeitou os caminhos de Deus;
3. Deus preparou um meio para reconciliar a humanidade consigo em Cristo;
4. Para isso Deus preparou um povo através do qual o Cristo viria.

A história deste povo se mistura com o projeto de Deus para a humanidade, daí também confundirmos a cultura judaica com o projeto de Deus.
Entretanto, o objetivo da Bíblia não é definir uma cultura e exigir que toda a humanidade a siga. Antes, o objetivo é revelar a história do amor de Deus pela humanidade revelada em Cristo.
A Bíblia revela este projeto, mas a cultura no qual ele se desenvolve apresenta virtudes e defeitos, como todas as culturas humanas.
Assim sendo, a leitura que fazemos da Bíblia deve ser, sobretudo, visando reconhecer o plano de Deus em Cristo e não reproduzir a cultura judaica.
Quanto a cultura judaica, presente na Bíblia, ela deve ser objeto de reflexão, pois tem muita coisa boa a nos dizer, mas também, pela mesma reflexão, devemos ser capazes de dizer não à parte que já foi superada pela própria revelação progressiva, nas Escrituras.
Assim, o texto enviado por seu amigo pode ser entendido não como um combate à Bíblia, mas a um certo tipo de hermenêutica (interpretação) que se caracteriza pelo literalismo que, infelizmente é muito forte hoje, pela influência do fundamentalismo de origem americana em nosso meio, mas não é a hermenêutica que historicamente predominou no protestantismo."

XXXXXX

Esta resposta não contempla em detalhes tudo o que penso sobre o assunto Bíblia, hermenêutica ou sexualidade, nem foi elaborada na forma de um texto, mas de uma conversa. Ela foi dada pensando no que seria, a meu ver, suficiente para ajudar a erigir uma construção teológica da caminhada de alguém que conheço. Para uma pessoa poderá ser "leite" demais; para outra, "carne" demais; para outra, ainda, "palha pura", como se dizia sob as mangueiras do seminário.



E você, qual seria a sua resposta? Pode publicá-la ou fazer suas críticas!

4 comentários:

Willians Moreira 8 de agosto de 2009 16:51  

Camarada Edvar,
Acredito que sua resposta foi devidamente colocada.
Como você mesmo disse, é uma resposta em face de uma suposta conversa.

O problema é sério na cabeça de muita gente que não consegue se livrar das amarras do fundamentalismo.
Que situação!!!
Já pensou se esses fundamentalistas fossem mesmo cumprir a risca o que a Bíblia diz e que depende do seu contexto cultural. Quanta aberração não sofreríamos, hein?
Saúde para você.

Blogdoanibal 8 de agosto de 2009 21:57  

Olá, meu amado Psstor. Fiquei empolgado com suas conotações. Já pensou se os fundamentalistas não se espelharam em Davi com Golias (cortando-lhe a cabeça)? E também os atos de terroristas, seguindo uma orientação de que os "infieis devem ser exterminados" (não deixando homens, mulheres, crianças e animais vivos), pois são adoradores de deuses?...
Admirei o Pres dos USA, em seu sermão sobre o assunto.
Cada vez mais admiro seu Ministério. Deus o abençoe ricamente.

rodrigo freitas 8 de agosto de 2009 23:41  

Gostei mto do post Edvar. Sobre o vídeo de Obama:
Tirando a abordagem à bíblia usando essa hermeneutica literalista que Obama usou, concordo em muitos aspectos. Não que eu ache que devemos abrir mão da verdade(achando que toda religiao leva a deus, q é conversa fiada!), que só tem uma, e é Jesus Cristo. Porém a aplicação dos príncipios bíblicos numa sociedade de governo laico deve ser disputada com argumentos lógicos e com propósito. Todas as "dicas" que Deus nos transmite através da bíblia têm propósito, não estão estÃo lá a toa. Quando defendemos que o governo faça alguma coisa só porque "Deus disse", lá no fundo estamos defendendo a junção estado-igreja(no passado vimos no que isso deu). Esta afirmação vale para a minha vida e ponto, através dela tentar influenciar as pessoas pra trazer Seu reino pra cá, com palavras e as atitudes para que elas não abracem Lei, mas a graça de Jesus Cristo.

Abraços

Jabes Nogueira Filho - pastor 13 de agosto de 2009 10:21  

Querido Edvar,
Também já conhecia este texto. Ele beira o ridículo, mas na verdade é a isso que se assemelha quem insiste em fazer uma leitura literal e fundamentalista da Bíblia. Com base na própria leitura do texto bíblico (princípio hermenêutico fundamental!) não me parece muito sábio adotar a cultura antiga como critério de santidade e apropriação (leio em Ec 7:10). Também não me parece apropriado estabelecer a busca pela verdade etérea como objetivo da minha religiosidade (a impossibilidade de mudar a essência da cor dos cabelos citados por Jesus em Mt 5:36 me conduz a esta compreensão).
Tanto o pregador de Eclesiastes como o projeto de cristianismo - discipulado - apresentado por Jesus em Mateus nos falam de uma intencionalidade humano-divina que deve buscada tanto na religiosidade em geral como na leitura do nosso texto sagrado.
Lembro ainda que Paulo já nos alertava sobre o perigo do literalismo que mata, enquanto que o espiritual traz vida (em 2Co 3:6).
A Bíblia é extremamente rica em sua lições e contexto; é lógico que reduzi-la a apenas um - e antigo - é empobrecê-la e trai-la.
Meu querido, que o senhor continue fortalecendo neste ministério.
Um abraço